O meu amor

O meu amor

O meu amor não é sexista.

O meu amor não é racista.

Sim, sempre gostei mais de mulheres do que de homens,
mas há lugar para todos por aqui.

O meu amor tem muitas formas e feitios. Tamanhos, gostos, paladares.

O meu amor é permanente, é decorrente, é abundante e é abrangente.

Cabem todos no meu amor: família, amigos, amantes, mulheres, crianças, animais, pedras, lugares e sonhos.

O meu amor é variado, é bem disposto, é disponível e é altruista.

O meu amor é protector, mas é livre

O meu amor é quente, mas temperamental.

O meu amor é vivo, mas eu às vezes nem tanto.

O meu amor é de quem o quiser receber e tiver algo para oferecer…

E nem precisa de ser a mim, nem ao meu amor…

O meu amor é assim complexo e meu.

Comentários

comentários

2 Comments

O que tenho a dizer:

%d bloggers like this: