Mana Linda

Há muitos anos atrás a minha irmã decidiu que ela seria, na minha vida, a mana linda. Na realidade isso corresponde rigorosamente à verdade: é minha irmã e é linda. Aconteceu quando descobriu que no telemóvel o nome dela era o nome do BI. Não, disse ela, sou a Mana Linda.

Desde que nos encontrámos, há muitos anos atrás, tinha eu 11 anos e ela acabada de nascer, foi amor instantâneo. Bem quase instantâneo, que nos primeiros anos ela só gostava mesmo era de chorar, e particularmente de chorar nos meus braços.

Mas isso passou rápido e a partir daí tem sido um amor maravilhoso, generoso, alegre e cúmplice. Ela é a Mana Linda e eu sou o Mano. Sempre gostei tanto de ser o mano.

Ainda não tinha ela nem tamanho de gente e já se rodeava sempre de mil crianças de todos os tamanhos e feitios. Em particular nas festas dos Ramirez, com tanta criança, ela era a babysitter integral de todas as outras crianças.

Foi sempre assim!

Por razões da vida, da história e da chance ela nunca praticou a arte de ser educadora de infância ou de professora, pelo contrário, a vida dela foi em exclusivo vendas, e outras actividades assim distantes das crianças.

Foi crescendo e para mim foi maravilhoso perceber as qualidades crescentes da minha irmã: generosidade, alegria, bondade, humildade, alegria. E além disso uma beleza simples e doce. Também sempre conseguimos nos sentar e falar de tudo, mesmo o que doí, mesmo o que não se pode dizer. É maravilhoso ter alguém na vida que nos ama por completo, sem julgamento, ou quase sem julgamento.

Com o passar do tempo acabou por ir parar à Universidade no curso de comunicação. Não é que o curso de comunicação seja mau (eu próprio sou filho desse curso), mas não eram as crianças, e os sorrisos, e as brincadeiras e a aprendizagem.

Foi difícil, para mim, vê-la longe do que gostaria para ela, mas ninguém pode decidir ou escolher por outra pessoa, e se há coisa fundamental nos irmãos é apoiar as decisões e escolhas uns dos outros. Mesmo que essa escolha não seja fácil, nem para quem a faz, nem para quem a vê fazer.

Já me tinha dito que queria mudar de curso, que não estava satisfeita. E uma vez mais, a possibilidade da educação veio ao de cima. Mas havia sempre tantas outras, e tantos impedimentos e impeditivos. Uma vez mais disse o que sentia e tentei, sem ser bruto em excesso, dizer-lhe o que nos meus olhos fazia os dela brilhar.

Mas hoje soube uma notícia fantástica. A minha irmã conseguiu entrar no curso de educadora de infância. Conseguiu dar um passo em direcção ao sonho dela, em direcção ao que sinto ser o que ela é.

Hoje esta crónica é para ela. Porque a admiro, porque me orgulho dela, porque vejo nela a força e a doçura que tanto me aquece o coração.  Porque me lembro de a levar ao colo, de a ver pela primeira vez com os copos de beber coca-cola com açucar, porque me lembro das birras, dos amores, do colo e da forma como ama o meu pai e vive com ele (coisas que por vez invejo).

Força mana, somos sempre aquilo que temos a coragem de ser.

por Bernardo Ramirez


Escrito originalmente em 6 de Outubro de 2009. Hoje é mãe, educadora de infância e ainda me deixa mais orgulhoso!!!

13 comentários em “Mana Linda”

  1. Muitos Parabéns Sara! Foi bom reencontrar-te uma mulher crescida e ainda assim com a mesma doçura e cara da menina que conheci há tanto tempo atrás.
    Tudo de bom! Beijos à Mana Linda e ao Mano justificadamente babado

  2. Como eu te compreendo… Até me comovo… Lembro-me sempre do meu mano ternurento, bébezinho a chamar-me ternura… E a encostar a cabecinha no meu ombro para dormir… E as gargalhadas dele… Meu Deus que alegria!!!
    Hoje tem 20 anos e continuo a vê-lo da mesma forma, com um amor imenso…
    Sabes acho que toda a gente devia ter um mano ou mana fora do tempo… Quer dizer já crescidinho…
    Amo os meus irmãos com todas as minhas forças, mas o pequenote (tem 1,90 cm) é um pedaço de mim…
    Como te compreendo…
    Beijinhos aos manos lindos…da “Ternura”

  3. Boas noites!!!!

    Apesar de só ter lido hoje, amei tudo aquilo que o meu mano mais que lindo escreveu!!!
    Ele tem o dom da palavra e isso traduz-se num berreiro!!!!!

    beijo grande meu gostozãoooooo!!!!!

    (obrigado a todos pelos comentários!!!!)

Comentário: