Segunda Feira

Chamem-me doido mas sempre amei as segundas feiras. Tanto ou mais que as manhãs. Sim eu sei, sou uma ave rara, mas sempre foi assim. O gostar dos começos, e o ser uma ave rara.

Para mim as segundas feiras são mágicas. Encerram nelas o começo de algo novo, a promessa de um novo início e a esperança de algo melhor. Segunda revela que há sempre oportunidade de melhorar, de mudar, de fazer diferente.

Como o levantar da cama para ver o nascer do sol. Olhar para aqueles raios meio laranja, meio amarelos, que nos dizem: hoje tudo é possível. E sorrir por dentro pela esperança do que está para vir.

O mundo é um mar de oportunidades, de possibilidades. Cheio de pessoas, lugares, tempos e emoções. E o primeiro dia da semana diz-nos que estamos a começar uma descoberta nova. Um novo projecto, um novo trabalho, uma nova actividade, ou tudo do mesmo, mas com um novo eu. Porque todos os dias podemos mudar.

Amo os começos e talvez por isso ame as segundas e as manhãs. Há neles a magia, o mar das possibilidades, a semente de qualquer árvore de baobá. Cheia de segredos e mistérios e cheia de riquezas.

Por isso segunda-feira é sempre o melhor dia da semana.

 

por Bernardo Ramirez

4 comentários em “Segunda Feira”

  1. Durante as décadas em que trabalhei fora de casa, as 2ªs feira não me agradavam nada. Pena não me terem chegado aos ouvidos estes murmúrios tão optimistas e ao mesmo tempo, serenos e motivantes.
    Agora, é muito diferente. Assisto ao nascer dos dias,nas suas diversas cambiantes da meteo. Tomo o pequeno almoço assistindo à chegada da luz natural e dos sons do acordar de tudo e todos. Passou a ser um dos meus momentos predilectos. “Falo”,mas ninguém me ouve, pq não é suposto. Começo os dias positiva, na espera dos que vier. Que venha por bem.

Comentário: