Sentido de Humor

Costumo dizer aos meus amigos que Deus, ou Isso, ou a Entidade Suprema, ou o Extraterrestre Divino, ou o que lhe queiram chamar tem imenso sentido de humor.

De alguma forma esta Entidade coloca-nos sempre em situações de humor hilariante. Quando falamos mal de alguém e descobrimos que essa pessoa está atrás de nós. Ou quando não queremos ver alguém e essa pessoa vai trabalhar para o escritório à frente do nosso, ou para a secretária do lado. Quando somos vegetarianos e o nosso chefe ou os pais do nosso namorado nos fazem um almoço de picanha. Na realidade, quando queremos fugir de algo e somos sempre empurrados de encontro ao que queremos fugir.

É sempre assim, quando algo existe importante na nossa vida, e consciente ou inconscientemente tentamos fugir, recusar essa mudança, quando tentamos virar costas e “dar de frosques” (meu deus estou a ficar velho com estas expressões fora de moda) é quando a vida nos aperta o colarinho mais um pouco e nos diz: ESTOU MESMO AQUI.

Flávia Monsaraz, professora de astrologia e mulher extraordinária, diz que quando as pessoas se queixam de estar cansadas, fartas ou outra coisa qualquer, ela responde para se cansaram ou fartarem mais um bocado, pois só nesse instante final é quando termina aquilo de que se queixam e começam uma fase nova. Dão a volta para começar um novo ciclo.

Acho que é por essa razão que somos empurrados para esse momento, por nós próprios ou pelo universo. E a verdade é que, quanto mais resistimos, mais persistimos, sempre em direcção ao limite, sempre em direcção àquilo que tem de ser e à verdade do que nos habita.

Como diz Bert Hellinger: a vida é como um rio, procura sempre o caminho de menor resistência. E assim podemos ser com ela. Aceitar e seguir o caminho da menor resistência. Mas como somos criativos, teimosos, arrogantes, inteligentes, etc… teimamos e por vezes persistimos.

E quem persiste, resiste. E quem resiste não muda.

Assim, quando sentimos que algo se repete, contra a nossa vontade, quando somos confrontados permanentemente com algo que detestamos, o melhor será dizer “bem vindo”. E sorrir sabendo que É o que tem de SER.

por Bernardo Ramirez

4 comentários em “Sentido de Humor”

  1. Continuo a adorar “ler-te”…deixas-me sempre com a pulga atrás da orelha, fico sempre a pensar no assunto…que mais te posso dizer alem de que gosto disto, Amigo!!!

    Logo, eu que até já andei desesperada por te ouvir…consegui acalmar por acreditar que será quando tiver de ser!

    Bjinhos grandes cá deste lado,

    Rita

  2. Lembraste-me do Livro do Tao do Pooh. =D
    De facto na natureza bem como nas estruturas, a inteligência das próprias encontra sempre o caminho de menor energia. Há magia nesta sabedoria do natural.
    Beijos e saudades! 🙂

Comentário: