Segunda Feira

Um nascer do sol lindo

Chamem-me doido mas sempre amei as segundas feiras. Tanto ou mais que as manhãs. Sim eu sei, sou uma ave rara, mas sempre foi assim. O gostar dos começos, e o ser uma ave rara.

Para mim as segundas feiras são mágicas. Encerram nelas o começo de algo novo, a promessa de um novo início e a esperança de algo melhor. Segunda revela que há sempre oportunidade de melhorar, de mudar, de fazer diferente. Continuar a ler “Segunda Feira”