Morrer

Morrer

escrito a 30 de Março de 2011, para o filho de uma amiga querida

No outro dia, o filho mais novo de uma amiga perguntava-lhe “Porque é que as pessoas têm medo de morrer?” e “Eu não sei porque é que tenho medo de morrer, mas tenho!”.

Há muitos anos atrás fiz uma constelação com a Ingala Robl em que nos deparávamos com a nossa própria morte, segundo ela, todos os terapeutas deviam olhar de frente para a morte pelo menos uma vez. Continuar a ler “Morrer”

Ralações (ou medo da mudança)

Ralações ou medo da mudança - O Pong na varanda

Fico sempre surpreendido com a forma radical e extraordinária com que nos agarramos a razões para manter as coisas como estão. Dizemo-nos sempre que temos de ter calma, que pode ser que as coisas mudem, que não se pode desistir assim, ou outra razão qualquer.

Mas ficamos na dor vidas inteiras. Empregos da treta, relações medíocres, relações familiares dependentes, vícios variados, dependências múltiplas. Continuar a ler “Ralações (ou medo da mudança)”