Prisões que se escolhem

Prisões que escolhemos - vidas pelas quais optamos

Se pudesse voluntariamente escolher onde estou onde estaria? Será que os sítios que escolhemos são nossos para escolher? Ou são eles que nos escolhem a nós e dizem: quero este aqui.

Ou então, se calhar, existe uma força qualquer superior que nos arruma como um tabuleiro de xadrez organizando os movimentos de todos nós. Nesse xadrez gostava de ser mais que um peão, mas sinto-me sempre apeãozado.

Somos sempre escravos do que precisamos. Reduz as necessidades se queres passar bem. Que a dependência é uma besta. Que dá cabo do desejo, diz a canção e o Jorge com ela. Continuar a ler “Prisões que se escolhem”